Blog – expolab

A história do cinema

Se compararmos o audiovisual que nos deparamos hoje em dia não é possível acreditar a forma simples que tudo começou. A história do cinema se inicia com os Irmãos Lumiere que foram os principais criadores do cinematógrafo. Essa máquina tinha a função de captar imagens que poderiam ser reproduzidas em uma superfície plana e branca, mas não era possível movimenta-la por conta do seu peso. O primeiro filme que eles fizeram utilizando este equipamento ficou conhecido como “A chegada do trem à estação” que retratava apenas o cotidiano, não existiam atores, nem narrativa. O filme tinha apenas um minuto de duração, também não possuía som ou cores.

Seguindo uma linha cronológica, George Melies, que é considerado o pai do cinema, também utilizou o cinematógrafo em suas obras, entretanto, a diferença dele para os Irmãos Lumiere é que em seus trabalhos ele utilizou roteiros, figurinos, personagens e também fazia sobreposições para criar efeitos diante das cenas. Todas essas características estão presentes no cinema até os dias atuais. Um dos filmes mais conhecidos de Melies chama-se “Viagem a lua”, criado em 1902.

Diante de tantas criações, o cinema começou a ser mais visado pela indústria. Logo, os filmes que eram apresentados em pequenos cafés nas cidades, passou a ter um lugar apropriado apenas para as projeções cinematográficas, os Nickelodeons.  Ampliou-se ainda mais a produção, as câmeras se aproximavam mais dos personagens passando para quem assiste mais emoção. Os atores também possuíam falas e poderiam ter seus pensamentos expostos durante o filme. A edição e a montagem também exigia um pouco mais de detalhamento.

Com o avanço tecnológico os filtros que captavam as imagens passaram a ser vermelho e verde e apesar de ainda produzir em preto e branco havia uma diferença nos tons de cinza. É a vez de Hollywood entrar em ação, com filmes carregados de efeitos especiais e narrativas clássicas. Naquela época existia uma glamorização das estrelas do cinema e uma delas é o famoso Charles Chaplin. Ele foi um dos atores da era do cinema mudo, expressava-se através de mimicas e muita comédia. Um de seus filmes mais conhecidos é “O Imigrante”. Chaplin é considerado por alguns críticos o maior artista cinematográfico de todos os tempos.

Hoje em dia, existe um sistema muito maior e mais organizado para a execução de filmagens. As fases que existem dentro de um processo audiovisual se dividem em pré-produção, produção, pós-produção e divulgação. O foco em ângulos tipos de plano, movimentos de câmera, paleta de cores e som se ampliou bastante. Porém, nenhuma das novas técnicas desfavorece as anteriores. Cada avanço que foi dado durante toda a história cinematográfica foram essenciais não só para o cinema, mas para o audiovisual em si.

 

CURSOS E PROMOÇÕES EXPOLAB
Saiba de nossas próximas turmas: http://www.expolab.com.br/agenda
Conheça todas as áreas que atuamos: http://www.expolab.com.br/areas_cursos
Vagas de emprego e estágio: http://www.expolab.com.br/vagas

 

LUIZA PAIVA