Blog – expoLAB

Sistematização das ideias.

Continuando nossa conversa sobre criatividade e inspiração.

O questionamento agora é o que fazer quando as ideias acontecem e a inspiração surge?

Uma dica importante é: Nunca deixe de anotar nada!

Ferramentas tecnológicas de anotações e lembretes existem vários. Software, aplicativos e até “post-it” virtual já existe. Testar alguns, usar por alguns dias, pois o importante é descobrir qual atende melhor ao que você precisa?

No entanto anotar tudo, sem sistematizar nada, dificulta o entendimento da própria ideia ou do projeto a ser elaborado. Além dos aplicativos e diversas as ferramentas tecnológicas que podem nos ajudar a registrar as ideias para não perder as inspirações. Temos também metodologia e processos criativos que nos ajudam a organizar em etapas o desenvolvimento de uma ideia.

Etapas de Criação

Pensadores clássicos como Bruno Munari, Chico Homem de Melo, Maria Luisa Peon são alguns dos autores que apresentam metodologias para a organização de um projeto criativo. O Design Thinking, conjunto de métodos criado por Herbert A. Simon, atualmente está sendo uma importante ferramenta estratégia de criação e planejamento em diversas áreas de conhecimento. Vale a pena pesquisar sobre esses autores e conhecer suas teorias. 

Processo Criativo [Bruno Munari]
Etapas do Processo Criativo [Bruno Munari]

De forma geral todos iniciam o processo com
3 etapas principais que se relacionam diretamente com os princípios fundamentais do processo criativo e se desdobram em vários outros aprofundamentos específicos. 

  • Identificar o problema [Problematização]
    →  ATENÇÃO  →   Fase Analítica
  • Desenvolvimento da ideia [Idealização]
    →  LIBERDADE  →   Fase Crítica  
  • Aplicação e validação da proposta
    [ Implementação]
    →  MOVIMENTO  →   Fase de Execução.  

As diferenças entre os diversos métodos encontrados na literatura especializada estão na ênfase dada a cada um destes princípios e nas ferramentas/métodos ou técnicas usadas. 

Concentre-se na situação ou problema para conhecer e analisar os dados, solte sua imaginação e livre-se de pensamento convencionais para tornar seu projeto real. 

 


Vídeo: PROCESSO CRIATIVO

Processo Criativo é um curta documental que busca investigar os contextos, as diferenças e as proximidades 

entre a criação em artes plásticas, design e propaganda, atividades distintas do fazer artístico que apresentam similaridades em suas realizações.


Independente da forma como cada um pensa e organiza suas ideias, pois algumas pessoas pensam de forma linear outras não, a sistematização tem seu papel, seja na apresentação ao cliente ou a equipe, como também na execução do projeto. Em algum momento a sistematização será necessária devido a questões concretas da proposta a serem apresentada.   

Na implementação de uma ideia ou projeto, três outros fatores também serão necessários. Que a ideia seja eficaz [encontre resultado], eficiente [encontre resultado com baixo custo e menor tempo] e efetiva [que possa ser reproduzida por outros ou em outro momento]. Para que seja possível alcançar estes resultados, o trabalho em equipe será o diferencial. Em grandes ideias, ninguém trabalha sozinho! O uso da sistematização das ideias permitirá a todos os envolvidos a conscientização e visualização do projeto, seus objetivos, especificidades e metas. 

A maioria das pessoas que trabalham com criação e artes, de forma geral, têm dificuldade de sistematizar suas ideias e planejamento. A subjetividade das ideias nem sempre dialoga com a sistematização dos processos. Porém quando retomamos o tema Inspiração, do artigo anterior, como uma das etapas metodológica de busca de informações e coleta dados que contribuem para o “encher-se”de ideias, fortalecemos a concepção da ideia como um processo construtivo para um resultado. 

Técnicas criativas como brainstormig, SCAMPER, mapa mental, brainwriting ou método 635, como também a dos 6 chapéus pensantes, são algumas das ferramentas com funções específicos de a cordo com o que se deseja alcanças e em que etapa está do processo.

Interligando os conteúdos já trabalhos, reforçamos o fato da Criatividade ser um processo natural de todos nós e a Inspiração como a busca de novas referências para ampliação de novas ideias. Sistematizar torna-se essencial para poder materializar e externar o que até o momento era apenas o pensamento interno de alguém.

Escolha o modelo criativo que melhor expresse suas ideias, inspire-se com novas e continue a criar!

Como bem dizia o velho Raul Seixas, sonhar sozinho não torna realidade. Sucesso para todos nós!  

 

CURSOS E PROMOÇÕES EXPOLAB

Saiba de nossas próximas turmas: http://www.expolab.com.br/agenda

Conheça todas as áreas que atuamos: http://www.expolab.com.br/areas_cursos

Vagas de emprego e estágio: http://www.expolab.com.br/vagas

 


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Criatividade Aplicada: O processo criativo [Técnicas e Ferramentas]
http://criatividadeaplicada.com/2007/02/10/o-processo-criativo/

PEÓN, Maria Luisa. Sistema de Identidade Visual. Rio de Janeiro. 2AB. 2001.

MUNARI, Bruno. Das coisas nascem coisas. Lisboa: Edições 70, 1981.

BROWN,Tim. Design Thinking – Uma metodologia poderosa para decretar
o fim dias velhas ideias
. RJ: Alta Books.  2010.

 

ANA CARLA