Blog – expolab

A classificação indicativa nos filmes

Certamente você já ouviu falar no mínimo do por que da Classificação indicativa existir. Se ainda não ouviu, ao menos deve ter reparado nos símbolos com coloração diferente de acordo com o número inscrito, no momento que assiste a um programa na TV ou a um filme que está em cartaz. Cada um dos símbolos corresponde à adequação de horário, local e idade na qual a programação é recomendada, ela existe para alertar os pais ou responsáveis sobre o conteúdo da programação e se é recomendada cujo à idade das crianças e adolescentes.

No Brasil, é de responsabilidade da Coordenação de Classificação Indicativa (Cocind) órgão do Ministério da Justiça, determinar a classificação dos programas de TV, filmes, espetáculos, jogos eletrônicos e de interpretação (RPG). Por exemplo, todo filme que chegar ao Brasil terá de passar pela vistoria deles antes de ser veiculado para as lojas de vídeo e o cinema, a partir disto, será decidido se é necessário a censura de alguma cena ou realizar a classificação indicativa. Em casos extremos de conteúdo explícito o filme poderá ser banido.

As classificações existem com os formatos: Livre, e não recomendado para maiores de 10, 12, 14, 16 ou 18 anos. Vamos dar uma olhadinha em cada um deles.

Imagem relacionada
Permite o acesso dos conteúdos independente da idade do espectador, deste modo faz com que crianças e adolescentes possam assistir os filmes, acompanhadas dos pais ou de algum responsável ou não. Um filme é classificado como livre, quando ele tem pouca ou nenhuma violência, sem conteúdos explícitos e caso contenha, deve ser classificado como “violência fantasiosa”. Por exemplo, presença de fogo ou armas brancas, desde que não sejam utilizadas para fins violentos, ou então mortes naturais. É permita a nudez, desde que não seja para fins sexuais e consumo moderado de drogas lícitas.

Resultado de imagem para ministerio da justiça classificação indicativa
Para que um filme seja classificado para maiores de 10 anos tem de possuir conteúdos com uso de armas para fins com violência, angústia, tensão, medo, linguagem ofensiva, desde que não seja de baixo calão. Vale ressaltar, que conteúdo educativo sobre nudez e sexo, também como consumo de drogas lícitas e educação referente a isso é permitido.

Resultado de imagem para ministerio da justiça classificação indicativa
Esta classificação é a mais comum nos filmes de super heróis por exemplo. E para que tenha essa classificação é preciso que o filme tenha atos violentos, como lesão corporal com a presença de sangue e sofrimento, agressão verbal… É permitida a nudez, porém que seja a que na qual sabemos que o personagem está nu, porém não vemos suas partes íntimas. Também, fala-se da indução e consumo ao uso de drogas lícitas e menção das drogas ilícitas.

Imagem relacionada
É necessária a classificação de superior aos 14 anos, quando no filme há morte com violência intencional, a retratação do preconceito contra grupos com uma vulnerabilidade forte, sexo e nudez. Na categoria, a nudez explícita, erotização e a vulgaridade, relações sexuais não – explícitas e prostituição podem ser enquadradas. É permitida a insinuação do consumo de drogas ilícitas e discussões a respeito da legalização dos atos de consumo.

Resultado de imagem para classificação indicativa 16 png
Nesta classificação, o filme pode conter violência sexual (estupro, exploração, forçar o ato contra a vontade da vítima, etc.) tortura, suicídio, mutilação, entre outros. Relações sexuais implícitas, mas intensas, produção, tráfico de drogas ilícitas e o consumo das mesmas, são considerados também como motivos para essa classificação.

Resultado de imagem para classificação indicativa 18 png
Esta classificação etária é a maior do sistema brasileiro, indica a necessidade de maioridade para expor o produto ao espectador. Com isso, o conteúdo do filme deve ter violência com forte impacto visual, a sua banalização e a apologia ao ato, crueldade e crimes de ódio e pedofilia. Sexo explícito e fetiches, tais como sexo grupal, sadomasoquismo, incesto, apologia ao uso de drogas ilícitas são também motivos para obter a classificação de maioridade.

Dentro de tantas regras, a dúvida que surge é: Como isso influência no mercado cinematográfico?

Normalmente um filme que tem a maior classificação indicativa acaba tendo um público menor do que os filmes com a classificação mais baixa. Isso acontece pelo fato de que os filmes tenham de ser restritos, nas entradas para o público. Com isso os estúdios acabam prevendo a falta de retorno de um filme com acesso restrito tendem a liberar orçamentos menores para os filmes classificados para maiores de idade, o que explica a raridade no mercado. Além disso, os filmes só podem ser exibidos na televisão aberta, a partir das 23h até no máximo 06h da manhã, sem exceções.

 

CURSOS E PROMOÇÕES EXPOLAB

Saiba de nossas próximas turmas: http://www.expolab.com.br/agenda

Conheça todas as áreas que atuamos: http://www.expolab.com.br/areas_cursos

Vagas de emprego e estágio: http://www.expolab.com.br/vagas

 

LUANA REGINA

LUANA REGINA