Blog – expoLAB

Gerencie seu tempo: Não é todo job que vale a pena

Já pensou como o tempo poderia ser melhor aproveitado se a gestão da empresa funcionasse adequadamente? Quem já trabalhou em agências de publicidade sabe do que eu estou falando. Chegar às 9h e largar às 10h, por dias seguidos, com o banco de horas lotado, sem prazo para compensar. Não irei generalizar (claro! rs), mas a sede de querer atender o mercado, às vezes, sufoca a equipe (Isso também funciona para muitos freelancers, heim!?). NÃO adianta turbinar o seu corpo com café, energéticos e pizzas tarde da noite acreditando que vai “dominar a pauta”.

Sim, querido leitor, o maior transtorno da área da comunicação é o gerenciamento de tempo diante de tantas demandas. As agências de publicidade e os freelancers são as maiores vítimas e vilãs dessa situação toda: Querer fazer o que não pode. Prometer prazos inalcançáveis, vender serviço por preço de banana e jurar que tudo está sob controle. #SóQueNão . Abala o psicológico, a saúde e o bolso.

 

A primeira coisa que aprendemos na universidade é que para a comunicação funcionar, de forma eficaz, é necessário organizar as ideias e verificar qual é a solução mais adequada para atender a pauta. Infelizmente a vontade de ampliar o cadastro de clientes impede que o processo funcione de forma líquida. Existem três coisas que devem ser mantidas em equilíbrio para o fluxo de serviço funcionar adequadamente: Demanda > Prioridade > Tempo. Quando esses pilares não estão em sintonia tudo “desanda”.

 

Segundo a filosofia de Margarida Kunsch (uma grande referência em comunicação organizacional e relações públicas no Brasil), “administrar uma organização consiste em planejar, coordenar, dirigir e controlar seus recursos de maneira que se obtenham alta produtividade, baixo custo e maior lucro ou resultados, por meio da aplicação de um conjunto de métodos e técnicas. Isso pressupõe um contínuo processo de comunicação para alcançar tais objetivos. E o que organiza o fluxo de informações, que permitirão à organização sobreviver, progredir e manter-se dentro da concepção de sistema aberto.”  (KUNSCH, Planejamento de Relações Públicas na Comunicação Integrada, 2003, p. 152).

 

Ou seja: Verifique se vale, realmente, a pena pegar aquele job. Informe o prazo real que você precisa para desenvolver a peça com qualidade (lembre-se que você e a sua equipe precisa ter vida social). Não adianta dizer que vai entregar o produto no dia X, se você tem outros milhões de jobs na frente (prioridade, enumere-as). É melhor demorar para entregar (já combinado previamente) e oferecer um material de qualidade, do que apenas atender prazo e oferecer um serviço ruim. No final o cliente fica insatisfeito e você também. Desmotiva, estressa e cansa. Lembre-se: O seu nome está em jogo.

.

.

CURSOS E PROMOÇÕES EXPOLAB

Saiba de nossas próximas turmas: http://www.expolab.com.br/agenda

Conheça todas as áreas que atuamos: http://www.expolab.com.br/areas_cursos

Vagas de emprego e estágio: http://www.expolab.com.br/vagas

MICHELLE TELINO

MICHELLE TELINO

Sou jornalista, pós-graduada em Comunicação Empresarial e estudo MBA em Gestão Empresarial. Amo comunicação, empreendedorismo e tecnologia.