Blog – expoLAB

Você não está “Educando o Mercado”, você é apenas delirante

Posso soar um pouco duro e você pode ter uma compreensão diferente da ideia de educar o mercado, mas eu vi algumas startups falharem com essa premissa e espero que isso ajude outras pessoas a evitar esse erro.

Alguns anos atrás, conheci um professor que, na época, dirigia um programa de aceleração de startups em Caruaru e me convidou para participar de algumas palestras e oficinas que um de seus grupos estava passando.

Os caras que comandam o programa eram muito experientes, mas houve uma coisa que ouvi de muitas das startups durante conversas sobre o modelo de negócios e crescimento que realmente me marcou. “Para ganhar força, precisamos primeiro educar o mercado”.

Quão delirante você pode ser para dizer essas palavras e realmente acreditar nelas? Não há como educar o mercado, apenas gastar recursos e energia até que você finalmente entenda o que há de errado com sua estratégia e a altere.

Dizer que você precisa educar ou criar um mercado significa que você está se protegendo de um feedback negativo. Você tem a oportunidade de mudar sua estratégia, produto, alvo e, na verdade, construir um negócio lucrativo, mas, em vez disso, decide que precisa estar certo e que o mercado precisa alcançá-lo. Obviamente, isso prepara você para o fracasso.

E se você for apenas “maduro”?

Você pode argumentar que, se você apenas ouvir o mercado, não criará uma verdadeira ruptura ou inovação. Isso está incorreto. Esses dois fenômenos ocorrem quando alguém realmente escuta o mercado.

  • O mercado não sabia que queria o Google, mas sabia que precisava encontrar sites;
  • O mercado não sabia que queria a Uber, mas sabia que precisava de transporte mais conveniente em áreas urbanas;
  • O mercado não sabia que queria o Paypal, mas sabia que os compradores precisavam de uma maneira de pagar as compras on-line mais rapidamente;

Tudo muda quando se pensa nos relatos do mercado em vez das soluções propostas e aceitas. Por essa razão, ser muito “maduro” não é diferente de estar errado.

Sim, você pode estar certo sobre a direção do mercado, mas isso não significa que você pode criar um negócio sustentável no mercado atual.

A realidade virtual é um ótimo exemplo disso. É uma tecnologia em seus estágios iniciais, com um enorme potencial. Nos próximos dez anos, provavelmente veremos a adoção dos consumidores e se tornará algo que todos usam diariamente, assim como nossos smartphones.

Isso significa que você pode construir um lucrativo negócio centrado no cliente em torno da RV hoje? Provavelmente não, porque o mercado ainda não está interessado.

Deixar de admitir isso e pensar que você pode “educar o mercado” e ser o primeiro a participar provavelmente só o deixará falido e frustrado daqui a 2 anos, apenas para ver um concorrente se levantar e construir um império alguns anos depois.

E o que deve ser feito?

Honestamente eu acho que primeiro deve-se entender o que o mercado quer (ferramentas, conteúdo, dados, o que for), depois fornecer isso para ganhar a atenção do mercado, e por fim entender quais outras necessidades o mercado tem e usar a atenção que você conquistou para converter clientes.

Se o seu produto não está vendendo, se o seu público não está engajando seu conteúdo, se seus clientes não estão retornando, pergunte-lhes por que é tente aprender o que ele realmente quer.

Mesmo que seja o oposto do que você está tentando vender isso pode lhe dar a chance de suprir essa demanda e ter a atenção deles, para que você possa mostrar a eles uma alternativa melhor.

Deixe-me dizer mais uma coisa, se você tem a coragem de pensar que pode ir contra o MERCADO PODEROSO, você provavelmente tem a capacidade de construir um negócio lucrativo, certo?

Então, por favor, não desperdice esse potencial nadando contra a corrente. Ouça o mercado, dê o que quiser. Traga o valor que deseja e mais um pouco.

O Mercado vai retribuir dez vezes se você ouvir.

Expolab – Escola de Educação Criativa

Site: www.expolab.com.br

Fanpage: www.facebook.com/expolaboficial

Fórum: www.facebook.com/groups/160158504005468/

Av. Visconde de Suassuna, 923 – 6° andar, sala 607 – Ed. Bosque de Versailles – Santo Amaro – Recife – PE – CEP 50050-540

(81) 99243.5974 / (81) 4101.1228

Júnior Mehiel

Júnior Mehiel

Profissional de marketing com experiência construída em grupos de comunicação. Primeiro, no Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal – Afiliada SBT, Rádio Jornal, Portal Ne10 e Jornal do Commercio) e atualmente inserido no Grupo Nordeste de Comunicação (TV Asa Branca – Afiliada Globo, CBN, Top Music, Rádio Globo, Nova Rádio Globo, G1 e Globo Esporte) na qual atuo em inteligência de mercado com fim ao planejamento em vendas.