Blog – expoLAB

Publicidade do Povo

Sabemos que nem todo mundo que estuda Redação Publicitária vai trabalhar em grandes agências com contas chiques. Mas o motivo não é de desespero, pois sempre temos como conquistar nosso espaço. Quando se é do povo, por que não pensar em trabalhar no segmento da Publicidade Popular? Dinheiro é dinheiro, e você pode investir nesse segmento, de contas simples e resultado quase que imediato.

E como escrever para o segmento popular?

Ora, da mesma forma que se escreve para pessoas próximas, com uma linguagem simples, objetiva e sem erros de ortografia.

Quais os principais materiais que usamos para a publicidade popular?

Flyer, panfleto, folder, lambe-lambe, letreiros e faixas!

Vamos ver como cada um deles funciona?

Muitas pessoas têm dúvidas ao optar pelo formato de uma peça impressa: o que escolher? Panfleto, flyer ou folder? Definir corretamente suas características é fundamental para evitar erros de criação e produção. Além disso, cada impresso tem as suas especificidades e poderá contribuir de forma distinta para a sua comunicação.

O Panfleto

Nos dias de hoje, o panfleto ainda carrega essa herança do início da imprensa. O termo é utilizado para nomear peças simples, impressas em grandes quantidades. A vantagem do panfleto é permitir uma grande tiragem a preços baixos, com rapidez e facilidade de produção e impressão. Por isso, esse tipo de peça é utilizado em estratégias de divulgação massiva, pouco personalizada e imediata. São usados para divulgação de lançamentos e promoções, feiras e eventos e ações em massa como campanhas políticas, dentre outros.

O Flyer

Flyers costumam ser mais refinados que os panfletos, impressos em grandes quantidades, mas em papéis de maior gramatura, com um trabalho estético mais apurado. É o caso típico de flyers de inaugurações de empreendimentos imobiliários. Marcas de bebidas costumam criar coleções, com imagens impactantes e acabamento diferenciado, para distribuição gratuita em bares e baladas.

O Folder

O termo folder vem do inglês “fold”, que significa “dobrar”. Em resumo, o folder é um panfleto com dobras. Dessa forma, fica bastante evidente que o folder é uma peça ainda mais refinada que o panfleto ou o flyer, o que irá exigir maior investimento em design, mas, por outro lado, oferecer maiores possibilidades criativas. Um folder pode ter apenas uma dobra, considerado como quatro páginas, dobra sanfona, carteira, entre outras variações o que o permite comunicar uma quantidade maior de informações. É excelente para apresentações corporativas, lançamentos e descrições detalhadas de produtos.

O Lambe-Lambe

O lambe-lambe é uma técnica ligada ao grafite. Uma vertente da arte de rua que utiliza cartazes como intervenção urbana. Teve origem na propaganda popular, aquele velho cartaz de muro. Utilizados com propósitos diferentes que vão desde uma simples transmissão de ideias e pensamentos ou divulgação de artes, a protestos elaborados através de imagens e textos.

Podem ser confeccionados de diversas maneiras, utilizando-se da computação gráfica, pintando com tintas e sprays e também utilizando stencils. Variam de tamanho e são geralmente colados com “cola de farinha“

• Segundo o documentário “Cola de Farinha” os cartazes de Lambe-Lambe começaram a serem difundidos em 1454 (Época do Renascimento) por Saint Fleur, sendo seguido por Toulouse Lautrec, que retratava o sub mundo de Paris e sua boemia. Em 1917 os russos começaram a produzir cartazes o que foi copiado pelo nazismo utilizando-se também desta técnica.

Letrista de Muro

Tido como uma das mais simples formas de propagar ideias ou anúncios, a pintura em muros ou paredes surgiu com a própria humanidade, com as pinturas rupestres, que retratavam cenas do cotidiano dos homens pré-históricos. Não se sabe a origem, mas o uso dos muros para fazer propaganda é antigo. Recente mesmo é a peleja dos letristas com os pichadores, que quase sempre escrevem por cima da propaganda ilustrada pelo letrista.

Faixas de Tecido

As faixas publicitárias são resistentes e versáteis e chamam muito a atenção das pessoas para marcas, produtos, serviços e campanhas de conscientização. O custo de produção é baixo e, se tomados os devidos cuidados, as faixas de divulgação podem transmitir informações nos mais variados locais e de forma contínua. Muito utilizadas em inaugurações e promoções, além de uma gama enorme de ocasiões, as faixas publicitárias são materiais comuns e bastante visualizadas em fachadas, praças, ruas, enfim locais de maior circulação. Elas são úteis, também, para ambientes fechados, desde que não muito pequenos.

Viu? Com ideias simples e texto direto, você também pode conquistar seus clientes.

CURSOS E PROMOÇÕES EXPOLAB
Saiba de nossas próximas turmas: http://www.expolab.com.br/agenda
Conheça todas as áreas que atuamos: http://www.expolab.com.br/areas_cursos
Vagas de emprego e estágio: http://www.expolab.com.br/vagas

Taís Paranhos