Blog – expoLAB

Como funcionam as Game Engines?

As Game Engines ou motores de jogo, são o caminho a percorrer para desenvolver adequadamente um jogo e ter controle total sobre ele. Eles não exigem desenvolvedores avançados e muita experiência, pois são altamente personalizáveis e as possibilidades são infinitas. No entanto, eles economizam muito tempo oferecendo muitos módulos, bibliotecas, efeitos e ferramentas predefinidos para que você não precise criar tudo do zero.

Por mais avançados que sejam, é bastante fácil obter conhecimento sobre como usá-los ao longo do tempo graças à extensa documentação, guias e tutoriais disponíveis on-line. No entanto, usar um mecanismo de jogo seria muito mais difícil para uma única pessoa criar um jogo decente por conta própria (levaria muito tempo), e é por isso que provavelmente é mais adequado para equipes ou grandes projetos.

Imagem relacionada

Os motores de jogo são destinados a tornar tudo mais fácil no desenvolvimento de jogos. Cada um tem seus próprios recursos exclusivos, mas geralmente eles fornecem camadas de abstração fáceis para gráficos, áudio, entrada, gerenciamento de cena, detecção de colisão, matemática e utilitários úteis em geral. Alguns fornecem wrappers e plugins para APIs de física e alguns até têm algum suporte de Inteligencia Artificial (limitado principalmente a FSMs (maquina de estados finitos), pathfinding e  árvores de comportamento). Muitos deles apoiam e se orgulham da funcionalidade multiplataforma.

A finalidade de uma game engine é tornar mais fácil para o usuário criar um jogo, sem ter que lidar com pequenos aborrecimentos na criação de um jogo a partir do zero ou ter que instalar um monte de bibliotecas

Existem muitos mecanismos por aí, mas cuidado com a diferença entre um motor gráfico e uma game engine (por exemplo, o Unity e o Unreal seriam Game Engines, enquanto o Autodesk Maya seria um motor gráfico).

Rennan Raffaele

Rennan Raffaele

Professor Universitário, possui Mestrado em Game Design pela UBI Portugal, formado em Jogos Digitais pela Unicap, e Mestre Pokemon nas horas vagas. Dedica parte do tempo salvando Hyrule e catando Korok seeds, com sua nova paixão chamada Nintendo Switch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *