Blog – expoLAB

Adobe Creative & Graphic: Uma explosão de criatividade sem limites

Já mostramos aqui e aqui o quanto a criação, manipulação e melhoramento de imagens já faz parte do nosso dia-a-dia. Ao contrário do que podemos imaginar, a Computação Gráfica não é assunto recente, mas é nos tempos de hoje onde podemos salientar as atualizações e avanços. E quando falamos de imagens, a imaginação não tem quaisquer limites.

A construção e utilização das imagens pelo computador surgiu na década de 1950, com a criação do computador “Whirlwind I” (furacão), logo despertando interesses acadêmicos, militares e comerciais nos Estados Unidos. Ao longo das décadas, foram sendo criados e aperfeiçoados programas gráficos e de design, além do surgimento dos videogames Odissey e Atari, que deram o pontapé inicial ao Design de Games.

Segundo a ISO (“International Standards Organization”) a Computação Gráfica pode ser definida como o conjunto de métodos e técnicas utilizados para converter dados para um dispositivo gráfico, via computador. Diversas áreas profissionais, como o Cinema, a Engenharia, a Medicina e o Design Visual usam da computação gráfica para melhor obtenção do desempenho de seus trabalhos.

Algumas das funções profissionais que podem ser exercidas pelo profissional de design gráfico são a de criação de logomarcas, diagramação de conteúdo e elaboração de peças para Publicidade, além de poder editar histórias usando personagens e objetos de animação. Isso sem falar nas funções de edição de imagens, selecionando, organizando, tratando, compondo e finalizando imagens, fotos, vídeos e cinema.

Com tantas funções a serem exercidas pelo profissional, vemos que o mercado para a área está em plena expansão. Dessa forma, se pode trabalhar em produtoras de cinema e vídeo, agências de publicidade, no mercado editorial de jornais e revistas, em portais de conteúdo na internet, e até mesmo como profissional autônomo.

Você pode aprender tudo isso no curso de Adobe Graphic & Creative na Expolab – Escola de Economia Criativa. Quer saber mais? Clique aqui.

Taís Paranhos