Blog – expoLAB

A importância da edição de imagens no Jornalismo

Alterar a luminosidade. Saturar cores. Recortar detalhes e consertar pequenas falhas. Essas são somente algumas das possibilidades ao se editar uma fotografia ou ilustração. O mundo da edição é infinito e o quão longe irá se chegar depende somente do editor. No Jornalismo, as técnicas não mudam muito, ainda que alguns cuidados devam ser tomados.

A história da edição de imagens no Jornalismo é antiga. No século XIX, durante a Guerra da Criméia (1853-1856), o fotógrafo Roger Fenton já pré-editava as suas imagens ao alterar objetos do cenário. Mais de 130 anos depois, nos anos 1990, a primeira foto já era editada no Photoshop. Hoje, essa pós produção pode ser feita por meio de inúmeros softwares ou programas online. Mesmo assim, editar uma foto para postar nas redes sociais ou para sair em um jornal impresso demandam noções diferentes de edição.

Antes de tudo, é necessário prezar pela veracidade das informações que constam na foto. Dessa forma, alterar o conteúdo presente na imagem pode gerar conflitos que esbarrem na ética do Jornalismo. Um exemplo interessante é a foto preta e branca. Para fins jornalísticos, esse tipo de edição pode colocar uma carga emocional que não seria necessária se o propósito  da imagem, for somente informacional. Agora, as obras de Sebastião Salgado, por exemplo, ao possuírem uma sensibilidade na sua criação e na sua finalidade, fazem dessa edição, uma etapa fundamental.

CURSOS E PROMOÇÕES EXPOLAB

Saiba de nossas próximas turmas: http://www.expolab.com.br/agenda

Conheça todas as áreas que atuamos: http://www.expolab.com.br/areas_cursos

Vagas de emprego e estágio: http://www.expolab.com.br/vagas

Avatar

Luísa Mainardes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *