Blog – expoLAB

Como uma figura de linguagem pode ser aliada da Publicidade?

Chamar cueca de Zorba ou absorvente de Modess acaba por relembrar marcas que muitas vezes, nem existem mais. No entanto, algumas marcas líderes no mercado se beneficiam desse recall do povo, como Bombril (sinônimo de palha de aço) ou Xerox (sinônimo de fotocópia).

Nem sempre.

Apesar do apelo nominal, muitas vezes, se compra as concorrentes mais baratas… Coisas da economia popular. Ainda assim, esse recall acaba fazendo parte da cultura de massas, pois alguns desses nomes têm décadas de existência, como Leite Moça e Coca-Cola.

Na Língua Portuguesa isso tem um nome: a METONÍMIA, que é descrita como o uso de uma palavra em lugar de outra, com o objetivo de estabelecer uma relação de causalidade entre o que elas representam, tendo vários tipos:

1) O autor pela obra

Ex: Leiloaram um Picasso em Nova York
Leiloaram um (quadro de) Picasso em Nova York

2) O continente pelo conteúdo

Ex: O filósofo Sócrates bebeu a morte
O filósofo Sócrates bebeu (um copo de veneno que traz) a morte

3) A parte pelo todo

Ex: O fazendeiro comprou 100 cabeças de gado
O fazendeiro comprou 100 (bois)

4) A marca pelo produto, que na ilustração a seguir, exemplos não faltam.

Em tempos de redes sociais, os memes e os recalls ainda fazem parte dessa metonímia midiática. Saiba mais nos nossos cursos:

https://www.expolab.com.br/marketing-digital.php

https://www.expolab.com.br/redacao-publicitaria.php

https://www.expolab.com.br/social-media.php

Taís Paranhos

Taís Paranhos

Jornalista, professora, redatora e produtora de conteúdo