Blog – expoLAB

Fotojornalismo em foco

A expressão, “uma imagem vale mais que mil palavras” tão repetida em ditos populares, na comunicação a força é ainda maior. Isso porque o fotojornalismo revela, ao leitor, o impacto do factual. Teletransportar o público com um olhar minimamente sensível, ao que se quer passar diante da informação. Vamos falar sobre o poder das imagens no jornalismo.

Fazer uma linha do tempo, a fim de resgatar o surgimento do “retratar” algo ou alguém teremos de voltar milhares de anos. Para tornar a viagem mais sucinta, o fotojornalismo que de fato tem toda uma ligação com a fotografia genuína, atua a serviço da notícia. Por vezes (ou em sua maioria) o objeto fotografado nesta modalidade ganha vida, sentimentos entre outros elementos, minimizando longos relatos textuais para introduzir o leitor no contexto da realidade mais multissensorial possível.

Além dos elementos fotográficos corriqueiros, o profissional deve inserir a sensibilidade e o mais puro choque de impacto nas retinas literais ou imaginárias. Isso porque a complementaridade da redação proporciona o casamento perfeito para o alcance do entendimento. O que torna acessível a todas as formas do ver e sentir a imagem.

No site Fotografia Mais, afirma que o uso de imagens nos veículos de comunicação deu início por volta de 1880, na cidade mais populosa dos Estados Unidos, Nova Iorque, com o jornal Daily. Até chegar na terminologia que estamos tratando só em meados de 1930. É importante frisar que nessa fonte você acessa uma lista com os principais nomes do fotojornalismo mundial. #FicaDica

Desde coberturas de guerras até registros mais a serviço do social, do esporte, da cobertura de eventos ou quaisquer âmbitos que a overdose de emoções substitui os caracteres descritos, o segmento ganhou mais destaque. E, quanto mais em voga, maior a exigência de se manter presente. O que pode ser uma linha tênue para a também difusão de críticas, sejam elas benéficas ou não. E, se causou incômodo, parabéns pois o objetivo foi alcançado. Jornalismo raiz é o compromisso com a realidade e quanto mais discursiva, mais relevante.

O fotojornalista além de dominar o equipamento e técnicas de fotografia, precisa também contar com a sorte de estar na hora e lugares certos, assim como recarregar seu espírito aventureiro. É colocar a serviço da lente, corpo e obturador o espelho visceral do momento único. O agora ou nunca ao alcance de um click. Estejamos sempre prontos, juntos e “shallow now”. [meme é uma próxima pauta]

Foto original: iphotochannel

“CURSOS E PROMOÇÕES EXPOLAB

Saiba de nossas próximas turmas: http://www.expolab.com.br/agenda

Conheça todas as áreas que atuamos: http://www.expolab.com.br/areas_cursos

Vagas de emprego e estágio: http://www.expolab.com.br/vagas”

Silvannir Jaques

Silvannir Jaques

Profissional Jornalista, especialista em Comunicação Empresarial, formada há 7 anos pela Uninassau. Atua no mercado de Assessoria de Comunicação e Imprensa voltada a autarquia pública. Com experiência também no ramo fotográfico, propõe um olhar sensível ao fotojornalismo e técnicas de registro de emoções. Falar sobre jornalismo é se voltar a essência do que nos torna sociáveis. Interagir, emissor e receptor, signos e significados. Vamos falar sobre?