Blog – expoLAB

Empreendendo e ouvindo seu cliente

O cenário infeliz de crise que o Brasil tem passado vem conduzindo muitas pessoas a seguirem seu próprio rumo, sendo seus próprios chefes. O descontentamento pelo não reconhecimento da pessoa profissional também induz muitos a empreenderem. Pouco tempo se passa e já se percebe novas lojas no bairro, canais no Youtube, serviços inovadores, entre outros. 

Como tudo na vida, empreender também possui seus riscos, mas nada que um bom planejamento e dedicação não possam superar. É necessário desenvolver a arte da paciência, bem como compreender que o novo negócio será custeado pelo próprio empreendedor, o qual também pode ter ajuda de parceiros.

Segundo o Portal Educação, o talento empreendedor resulta da percepção, direção, dedicação e muito trabalho. O professor José Dornelas, conhecido como um dos maiores especialistas em empreendedorismo no Brasil, considera as seguintes fases do processo empreendedor:

  • Identificação e avaliação da oportunidade;
  • Desenvolvimento do plano de negócios;
  • Determinação e captação de recursos necessários;
  • Gerenciamento da empresa criada.

Para cada área do mundo do trabalhado existem gigantes do empreendedorismo que, mesmo que de forma demorada, conseguiram chegar no topo. Um exemplo disso é o Jeff Bezos,ter criador da famosa empresa Amazon, transnacional de comércio eletrônico dos Estados Unidos. 

Zica Assis e Leila Velez são duas brasileiras fundadoras do Instituto Beleza Natural, pioneiro no Brasil pela especialização de cabelos crespos e ondulados. Para elas o projeto foi possível, pois “a gente acreditava muito em um sonho e era tudo que a gente tinha”,diz Leila.

Quem nunca comprou ou nunca ouviu o nome da loja Magazine Luiza, que atire a primeira pedra. Luiza Helena Trajano, também brasileira, transformou a água em vinho quando fez da empresa de seus tios um meganegócio, que hoje é conhecido em todo Brasil. 

Luíza Helena Trajano, que comanda a empresa Magazine Luiza

“Você é o único representante do seu sonho na face da terra. Se isso não fizer você correr, chapa, eu não seu o que vai.” – Emicida.

Essa foi a frase que Fernando Marcos, vulgo Mundiko, experimentou e continua colocando em prática no seu dia a dia. O jovem de 32 anos é coordenador de vendas e gerente de e-commerce da marca Laboratório Fantasma, carinhosamente chamada de Lab, representada pelo grande rapper brasileiro, Emicida. A marca também gerencia a carreira dos artistas Drik Barbosa, Rael da Rima e Fióti.

A empresa nasceu das vendas mão a mão de mixtapes decoradas artesanalmente e camisetas confeccionadas desde 2009. Isso contribuiu mais tarde com bancas bem-sucedidas nos shows dos Lab`s, uma loja virtual, além de ter feito da marca uma referência em merchandising, fazendo colabs com Caetano Veloso, Criolo, Ogi, Mão de Oito, Loja Imaginarium, entre outros.

Vale ressaltar que a marca participou do desfile bombástico do São Paulo Fashion Week (SPFW) em 2016, apresentando as roupas e acessórios das coleções Lab Yasuke, Lab Herança e Lab Avuá.

Um dos diferenciais da Laboratório Fantasma é a excelência em atendimento ao cliente. Essa é uma fase que muitas empresas não dão a devida importância, porem é essencial. O Mundiko é a pessoa ideal para conversar sobre esse assunto, que é um dos braços do empreendedorismo.

Para ele, o segredo de um bom relacionamento entre uma empresa e o consumidor envolve o saber ouvir e tornar o cliente parte do negócio, oferecendo espaço para diálogo, troca de informações e feedbacks:

“Conhecer seu cliente e entender suas necessidades é fundamental para que você ofereça soluções que de fato atenderão essas expectativas. E quando você transforma essa relação entre consumidor e lojista numa via de mão dupla, ouvindo com empatia e principalmente agindo a favor da experiência de compra e satisfação do mesmo, além de transparecer mais confiança e credibilidade, o deixará próximo de fidelizar um cliente”, afirma Mundiko.

Em sua ótica, em um mercado competitivo e desafiador, o relacionamento humanizado sempre será um dos principais pilares e diferenciais, capazes de tornar uma empresa ou marca reconhecida e lembrada quando surgirem oportunidades. Para que isso ocorra, é necessária a capacitação.

Na ausência de preparo, qualquer empresa corre o risco de perder compradores, além de ter sua imagem manchada mídia afora. Fernando ressalta que as experiências pessoais dos funcionários são relevantes em discussões construtivas para o planejamento de um bom atendimento e contribui para que todos saiam ganhando.

“Hoje existem cursos, palestras e workshops que certamente deixarão sua equipe tecnicamente mais preparada para lidar com as situações. Mas creio que a maior motivação para qualquer funcionário ser incrível nesse quesito é saber que ele não só realiza uma função, mas contribui diretamente para a construção e crescimento desse ideal, que certamente é o maior diferencial de mercado”, compartilha Mundiko.

É de extrema importância que os funcionários sejam comprometidos com os valores e objetivos da empresa e que estejam dispostos a transformar os problemas em soluções. Dessa forma, a frustração de um cliente pode se tornar satisfação, o fidelizando e admirando a marca que escolheu consumir, trazendo frutos à organização.

Uma dica compartilhada por Mundiko, é que a empresa deve reagir da forma mais positiva possível perante as críticas que surgirão no caminho. Para ele, críticas são sempre bem-vindas:


“Considero a crítica como uma oportunidade perfeita para corrigir um problema que provavelmente passou despercebido por todo mundo, mas que somente seu cliente enxergou e teve de lidar com ele. A maneira com a qual você lida com isso, certamente contribuirá não só com o seu crescimento enquanto empresa, mas também com a visão que seu cliente tem de você”, afirma.

Quando a clientela apresenta pontos a melhorar à marca, o cenário mostra que há expectativa da parte de quem consome. A empatia empregada corretamente pode transformar a situação em algo bom e construtivo, visando não apenas em comércio e lucro, mas também na preocupação em construir uma boa relação. Mundiko finaliza dizendo que:

“Quando você recebe essas críticas de forma positiva, demonstra não só que você valoriza a opinião, como também o coloca numa posição especial, onde ele literalmente se sente acolhido e parte da construção do seu negócio. Afinal, quando você busca por uma empresa ou serviço, você busca por uma solução, certo?”

Leticia Nogueira

Leticia Nogueira

4 thoughts on “Empreendendo e ouvindo seu cliente

  • Avatar
    17/06/2019 at 17:14
    Permalink

    Slc você é muito visionário irmao , sem palavras , todo meu aprendizado foi com você e o And , você é minha inspiração . O mundo é seu 👊🏾🔥

  • Avatar
    17/06/2019 at 12:18
    Permalink

    Mundiko me atendeu para auxiliar uma compra no site, de uma maneira como nunca tinha presenciado, excepcional, tanto que virou um amigo, muito orgulho desse cara, que de fato sabe a importância do cliente, pois é o verdadeiro “pagador” do nosso salário.

  • Avatar
    17/06/2019 at 11:09
    Permalink

    Muito foda Mundiko! Experiência do usuário sempre! Sucesso pra todos vcs.

  • Avatar
    17/06/2019 at 08:23
    Permalink

    A frase; “Você é o único representante do seu sonho na face da terra. Se isso não fizer você correr, chapa, eu não seu o que vai.”

    Me representa muito!
    Letícia, parabéns! a matéria ficou sensacional!

Comments are closed.