Blog – expoLAB

O desafio do Jornalismo atual

A habilidade do jornalista de fazer de uma tela em branco uma boa história, não é mágica, mas com muita dedicação, pesquisa, leitura, conhecimento, e tentativas. O Jornalista Pedro Bial relata o que é ser jornalista. Veja no vídeo a seguir:

https://www.youtube.com/watch?v=C8yhimFq4

Ele conta que o segredo para produzir textos inspiradores, que captam pessoas, que se identificam e se tornam apaixonadas pelo autor é mergulhar em tudo que for criar.

Existem colunistas que são seguidos por diversos leitores, que admiram o estilo que escrevem; no entanto a base do jornalismo é a verdade, e neste âmbito muitos jornalistas, por desejarem ter o furo, o elogio e a fama da notícia recorrem as famosas fake News.

Existem muitas maneiras de tornar um fato em um boato, por exemplo o filme “A Verdadeira História” ano de 2015, um drama de Michael Finkel, e direção de Rupert Goold, conta a trajetória do jornalista Michael Finkel que entrevistou diversos personagens na África, e para trazer uma escrita mais atraente optou por misturar os personagens, além de criar dramatizações à problemática da exploração infantil. Isso o levou a perder o emprego, mas também pode gerar fama se apresentado à corruptos da escrita.

Principalmente hoje em que o acesso é muito mais rápido, pela facilidade da internet, o jornalismo online tende a ser o mais usado entre as pessoas, mas o profissional deve aproveitar todos os caminhos para ouvir todos os lados e não dar seu parecer, mas sim o da ética da notícia. Apurar e apurar novamente, para que não haja dúvidas acerca da verdade.

A profissão jornalística tem uma grande importância à população, pois as pessoas não possuem o poder sobre a informação, mas buscam assistir, ler a verdadeira notícia, em que todos os lados são ouvidos. Tanto que os leitores confiam em seus escritores. Mas muitos comunicadores não entendem o que o desvio da verdade pode causar.

O filme mostra que a divulgação da mentira disfarçada de verdade, põe o jornalista frente ao próprio engano. Pois, quando Michael descobriu que havia um assassino usando o seu nome, procurou descobrir o motivo, mas recebeu a proposta de ouvir com exclusividade, o que levou a Christian Longo (assassino preso) a matar toda a família, mas na realidade o assassino inventava acontecimentos para obter fama, e através de um assassinato mostrar que foi apenas um ato de loucura misturado a problemas psicológicos.

Essas práticas estão por toda a parte, mas cabem aos comunicadores enxergarem que a mídia tende a perder cada vez mais a credibilidade, e somente nós podemos mudar isso.

Ariel Vidal

Ariel Vidal

Sou Apaixonada por comunicação, texto, rádio e TV. Redatora e jornalista em formação pela (UCB - Universidade Castelo Branco). Trabalho com Fotografia profissional de eventos.