Blog – expoLAB

McDonald’s ou Méqui?

Qual é sua intimidade com a rede de fast-food mais amada do mundo? Desde 1940 a rede McDonald’s, criada pelos irmãos Dick e Mac McDonald na Califórnia, vem conquistando o carinho de seus clientes por onde passa. No Brasil, para estreitar esse laço, o restaurante trocou a fachada para “Méqui” de dois estabelecimentos: um em São Paulo e outro no Rio de Janeiro.

A ação foi elaborada pela agência DPZ&T com o objetivo de demonstrar a intimidade que a empresa tem com os clientes brasileiros há 40 anos, já que muitos a chamam por apelidos carinhosos como “Méqui”, “Mécão”, “Méquizinho”, entre outros, igual ao comercial que vemos na TV. Além dessa iniciativa, a rede mudará a grafia em seus avatares usados nos perfis do Twitter, Facebook e Instagram.

João Branco, CMO da rede, fala sobre o projeto:

Fomos descobrindo os apelidos e essa é uma prática cultural do brasileiro. Quando alguém fala McDonald´s por inteiro soa quase como os nossos pais quando falam o nosso nome completo para dar bronca. E também não é sobre não falar bem o inglês ou abrasileirar expressões, é sobre a forma carinhosa como as pessoas nos tratam e que agora está sendo celebrada em nossa comunicação”.

O McDonald’s também lançará uma campanha para o público para levantar os apelidos usados. Os melhores nomes irão ganhar ações e materiais de comunicação da marca pelo país. 

Em uma entrevista para o Meio e Mensagem, João conta que atualmente o “Méqui” se preocupa mais com a relação com o consumidor de forma divertida e institucional do que com o capital conquistado:

Isso está sinalizado nas últimas ações, como o pacote de batatas gigante que colocamos recentemente no Largo da Batata, em São Paulo, ou a parceria com o Spotify, que disponibiliza playlists musicais nas bandejas. Enfim, há uma série de coisas que está agora em outro tom, mais moderno, jovem, divertido e com menos comunicação varejista. E isso está se refletindo nos resultados”. 

O CMO afirma que esse tem sido o melhor ano da história para a marca, pela quantidade de visitas e clientes pelo Brasil.

E aí? Bóra comer no Méqui?

Leticia Nogueira

Leticia Nogueira